Faculdade da Fundação Educacional Araçatuba - FAC-FEA
 

REVISTA TURISMO & PESQUISA

- Volume nº 3

- Novembro 2004

- 124 páginas

- ISSN impresso: 1677-9045

Artigos deste volume:
 

 Conselhos Municipais de Turismo e participação sócio-política: Araçatuba - SP - uma  experiência recente
 Vera Maria Neves Smolentzov

- Os conselhos se constituem numa nova forma de atuação sócio-política na gestão pública, redefinindo as relações do público e do privado, ou seja, Estado e Sociedade Civil, se constituindo na principal novidade em termos de políticas públicas, através de parcerias entre governos e conselhos para atuar nas questões sociais, reconhecendo explicitamente a configuração de um espaço público não-estatal. Embora difícil essa nova articulação de caráter social participativo, ela é muito importante, pois funciona como ponto de partida para a consolidação da democracia e preservação dos direitos do cidadão garantidos pela Constituição, mas desconhecidos pela maioria da população brasileira, configurando o cenário em que se desenvolvem os problemas que têm marcado a agenda política local e influenciado as gestões públicas.

 

 

 Desenvolvimento do Noroeste Paulista: a hidrovia e os estoques de capitais
 ElaineMendonça Bernardes

- O propósito geral deste estudo foi analisar fatores que poderiam estar limitando o desenvolvimento da Região Noroeste do Estado de São Paulo. A Hidrovia Tietê-Paraná foi a principal alternativa de desenvolvimento considerada pelas lideranças locais. Este estudo, após constatar que os projetos e planos enfatizavam capital físico, usou variáveis representativas das outras quatro formas de capital, a fim de verificar possíveis fatores limitantes ao desenvolvimento dos municípios do Noroeste paulista. Os municípios foram ordenados quanto a tais variáveis. Dos municípios próximos à hidrovia, aqueles localizados mais à noroeste do Estado apresentaram as piores classificações em educação e capital fínanceiro.

 

 

 Internet como ferramenta de comunicação no turismo: estudo exploratório sobre a  utilização do e-mail pelo trading em Ribeirão Preto e sua influência na comercialização dos   serviços turísticos
 Cláudio de Souza Miranda / Rodrigo Balsalobre Polo

- Nos últimos anos, paralelamente ao crescimento do turismo, ocorre a evolução das ferramentas da Internet - oportunidades de negócios - graças à agilidade e facilidade do contato e relacionamento entre empresa e cliente. A distribuição e comercialização dos serviços turísticos precisam ser trabalhadas de forma ativa, exigindo interação e integração de todo trade turístico. Assim, desenvolve-se neste artigo um estudo exploratório com parte do trading turístico (agências e hotéis) na cidade de Ribeirão Preto, na intenção de observar a importância que os mesmos têm retribuído ao desenvolvimento do turismo na cidade.

 

 

 Revitalização do turismo em Paranapiacaba
 Dulce Baptista / Maria Carolina Leão Soza / Renato Fujikawa

- O presente artigo faz parte do Projeto de Intervenção Turística (PIT) o qual tem como objetivo a revitalização do Distrito de Paranapiacaba, buscando resgatar a cultura e a história da vila.

 

 

 Revitalização das praças públicas de Santo Antonio do Aracanguá - SP
 Eunice Pinheiro Guimarães Turrini / Izabel Cristiane Waltrick

- Análise sucinta dos conceitos e etapas fundamentais para o desenvolvimento do turismo local, estratégias de lazer e recreação em praças, enfocando a importância de planejamento para a revitalização urbana, em especial das praças públicas de Santo Antônio do Aracanguá, localidade que desponta como um dos municípios de grande potencial turístico de nossa região.

 

 

 A cidade de Salvador como rede de comunicação-comunhão: entrelaçamento do concreto,  do simbólico e do imaginário
 Cíntia San Martin Fernandes

- O objetivo deste trabalho é apresentar o paradigma da razão sensível como ferramenta sócio--antropológica à compreensão das relações sociais tecidas nas cidades contemporâneas, configurando redes de entrelaçamento do concreto, do imaginário e do simbólico. Para tanto, elegemos Salvador na Bahia como exemplo constitutivo de uma cidade que constrói sua socialidade, seu entrelaçamento cotidiano, não com base nas relações racionais instrumentais (pautadas em fins e meios objetivos e reguladores) mas sim na razão sensível (pautada nas sensibilidades, entre elas a arte, a estética, o corpo e o gestual). O trabalho divide-se em três momentos: o primeiro apresenta brevemente algumas abordagens sobre o conceito de rede tendo como finalidade localizar, dentre as apresentadas, a nossa perspectiva; o segundo aprofunda esta abordagem; o terceiro trata de descrever elementos da comunicação Nagô, vista como base da comunicação interpessoal que predomina na cidade de Salvador.

 

 

 Parques temáticos: Hopi Hari, um estudo de caso
 Maria das Graças Rodrigues de Paula / Maria Cristina Leão Soza

- A sociedade atual exige agilidade em todos os setores de prestação de serviços. Dessa forma, as opções de lazer que apresentam maior demanda são as que oferecem o máximo de diversão e realização em menor espaço de tempo. Foi a partir desta constatação que surgiram os Parques Temáticos, sendo um tipo particular de parques de diversões, com um tema que deve estar ligado a alguma fonte do imaginário popular, para ter sucesso no mercado. O Hopi Hari é um parque temático que na ficção tem história, hino, bandeira, sistema de governo particular, língua própria (hopês) e habitantes especiais, cerca de 1.500 hopías e hopius que são seus funcionários diretos e indiretos.

 
Para adquirir este volume através de compra ou solicitar permutas, clique aqui
Voltar ao índice de Turismo & Pesquisa
 
Site desenvolvido por Electram